Tag: cuidados

19 de julho de 2019

De que adianta estar toda linda e produzida e morrer de vergonha de usar uma sandália? E a situação pode piorar e muito… Imagina ir jantar com o gato em um restaurante japonês e ter que ficar descalça para comer no tatame? Ai ai ai. Rsrsrsrsrs O encontro romântico se torna desastroso se os pezinhos não estiverem em dia e a Cinderela vira gata borralheira em questão de segundos. Tudo bem que durante o inverno os pés ficam mais escondidos dentro de botas ou sapatos fechados, mas mesmo assim, eles não dispensam cuidados especiais!!! Descuidos com os pés facilitam a descamação, o ressecamento, as fissuras, contribuindo também para a incidência de doenças dermatológicas. É muito importante dar atenção a essa parte do corpo, que serve como base e suporta todo nosso peso. Isso sem contar o tempo que passamos de salto alto ou com os dedos espremidos em sapatos lindos porém nada confortáveis. “Devemos ter cuidados com os pés o ano inteiro”, adverte o especialista Jayme Oliveira Filho, dermatologista membro da SBCD, Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica. Os pés merecem toda atenção!!! Veja algumas dicas da SBCD para a manutenção de uma boa saúde: 1) Hidratação adequada: é muito importante a utilização de cremes apropriados para manter a maciez dos pés – preferencialmente após o banho; 2) Exames frequentes da planta dos pés devem ser rea

17 de julho de 2019

Incidência de frieiras, micoses, bolhas e unhas encravadas é maior nesta época do ano

É tempo de guardar as sandálias e tirar botas e sapatos fechados do armário. O clima frio também favorece o uso de meias. Somado a isso, muitas mulheres não cuidam dos pés nesta época porque, com as unhas escondidas, os esmaltes não aparecem. Com isso, pés abafados, sem cuidados e, muitas vezes, apertados dentro dos calçados podem sofrer vários incômodos, como frieiras, micoses, calos, bolhas e unhas encravadas. Prevenir-se de tais problemas não é difícil, mas exige alguns cuidados.   O dermatologista José Jabur da Cunha, da Altacasa Clínica Médica e chefe do setor de Cirurgia Dermatológica da Santa Casa de São Paulo, alerta que é preciso redobrar a atenção para evitar as frieiras, um tipo de inflamação na pele causada pelo atrito e a umidade e, muitas vezes, agravada pela presença de um fungo, que surge principalmente entre os dedos dos pés. “A área afetada pode coçar muito, ficar avermelhada, úmida e com fissuras.   É indicado o uso de remédios antifúngicos, além de cuidados para evitar umidade no local, como secar bem os pés depois do banho, usar talcos e preferir meias de algodão”, explica o médico. O especialista alerta que além da frieira existem as outras micoses dos pés, que podem ser transmitidas por contato di

15 de julho de 2019

Dedicando alguns minutos do dia aos pés, podemos contornar ou evitar ressecamento, rachaduras e doenças chatas. Comece o quanto antes!

Quando as temperaturas caem, cobrimos o máximo possível do corpo para ficarmos quentinhas. Os pés, em especial, ficam beeeem blindados contra frio, vento e qualquer sensação de “congelamento”, com meias (às vezes mais de uma por pé) e sapatos fechados de todos os tipos.

É confortável, mas prejudica a pele. Não é raro os pés ficarem mais ressecados, “grossos”, com rachaduras e uma frieira aqui, uma micose ali durante o outono e o inverno. “Os pés já sofrem diariamente carregando nosso peso. Muitas vezes, ficam fechados na maior parte do dia em calçados. No momento de cuidado com o corpo, durante o banho ou o descanso em casa, não ganham a atenção devida”, afirma Cassiana Okada, dermatologista do Hospital Santa Cruz (SP).

Ela explica que dor, desconforto e até sangramentos podem acompanhar o ressecamento e as rachaduras, e que a falta de hidratação e o uso de calçados inadequados são as causas mais importantes para que isso ocorra. A dermatologista Anelise Ghideti, da AE Skin Center, complementa que a diminuição da ingestão de água também é um

1 24 de março de 2018

Inverno é a época do ano em que os pés ficam mais esquecidos

Difícil esquecer dos cuidados com o cabelo, rosto ou corpo. Bem fácil esquecer dos pés. Coitados! Eles suportam nosso peso, nos levam para todos os cantos e quase ninguém, mulheres e homens, se importa com eles. No inverno, então, enfiados em botas, sapatos fechados e cobertos por meias, ficam escondidos. Logo, abandonados. Ao contrário do que muitos imaginam, é importante ter os pés hidratados, especialmente nas baixas temperaturas, já que o banho quente resseca a pele e, com o creme deixado de lado, a aspereza é fatal. Os pés não são alvo de grande preocupação estética. “Os pés merecem atenção em todas as estações. No inverno, em especial, precisam de mais porque, como ficam protegidos do frio, sofrem mais pressão, fissuras (o terrível calcanhar rachado) e calosidade (uso de botas de bico fino). Por isso, é necessário hidratar, esfoliar e não deixá-los tanto tempo cobertos. Eles precisam relaxar e respirar.” Uma dica prática e com resultado é o velho e conhecido escalda-pés. Mas Tânia explica que o importante é, numa bacia ou num balde, colocar água em temperatura ambiente. Não esqueça de algumas bolinhas de gude e, se quiser, alguma essência, como óleo de camomila ou lavanda. Mas água pura também vale. “A água fria vai dar a sensação de relaxamento e será tão boa que você certamente inclui

1 23 de março de 2018

Com a chegada do tempo mais frio e da chuva é inevitável voltar a usar calçado fechado!

Para garantir uma boa manutenção da higiene e saúde dos seus pés, tenha em conta alguns conselhos práticos:

Consulte um podologista no outono.

Uma consulta de higiene e manutenção é aconselhada para prevenir problemas nos pés, nomeadamente fungos da pele (dermatomicoses) e das unhas (onicomicoses), excesso de transpiração (hiperhidrose) e mau odor (bromohidrose). Os podologistas utilizam técnicas e equipamentos altamente diferenciados para o tratamento e manutenção dos pés. Se tiver um problema de excesso de calosidade (hiperqueratose) ou uma infecção fúngica esta é uma boa altura para tratar, pois poderá ter o problema solucionado e obter uns pés cuidados e sem problemas quando chegar novamente o tempo de usar calçado aberto e de mostrar novamente os seus pés! A escolha do calçado é muito importante e por esse motivo os conselhos abaixo indicados poderão ser extremamente úteis: Características a ter em conta na escolha do calçado para o dia-a-dia: – Pele natural ou couro curtido. – Sola amortecedora (borracha/elastómero ou couro, mas este é mais duro e perde-se a propriedade de amortização dos choques) e flexível, mas não demasiado mole para que não haja m

20 de março de 2018

Até mesmo os pés exigem cuidados especiais no outono, devido à combinação de tempo frio e seco com o uso constante de sapatos fechados. Para evitar ressecamento, rachaduras e manchas o ideal é que, pelo menos uma vez na semana, alguns minutos sejam dedicados ao tratamento dos membros inferiores.

“A atenção deve ser intensificada nessa época, pois com as temperaturas mais baixas e pouca umidade, o risco de contaminação por fungos aumenta”, explica Maria Paula Del Nero, dermatologista e membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD). Como consequência, há a tendência a problemas como micose e calosidades.

s

“Quem não toma os devidos cuidados com a pele dos pés pode sofrer também com unhas encravadas, manchas esbranquiçadas e rachaduras nas plantas, que, muitas vezes, são bastante dolorosas”, alerta Elvira Cancio Assumpção, dermatologista da Clínica Vivid, em São Paulo. Confira, a seguir, cinco dicas que devem ser incorporadas ao dia a dia para fugir desses problemas.

Hidratação à base de ureia  O mais necessário e eficiente cuidado para se ter com os pés é a hidratação. Assim, o recomendável é aplic

Postado em Podologia por Sandra Paz | Tags: , , , ,
4 de fevereiro de 2018

Hidratando os Pés

Muitos não sabem, mas a falta de cuidado com os pés, principalmente com a região dos calcanhares, pode causar problemas que vão além da estética, como ressecamentos e até mesmo incômodas fissuras – daí a importância de nos atentarmos a esta parte do corpo tão fundamental para a nossa sustentação. Pensando em quem sofre com este tipo de problema, criamos um passo a passo que ensina a restaurar toda a pele desta região, lembrando que é muito importante dar continuidade ao tratamento, mantendo os pés sempre hidratados.     Prevenção “É melhor prevenir do que remediar”, portanto, caso não tenha problemas de rachaduras na região dos pés você pode tomar alguns cuidados simples que evitam este tipo de problema, como ingerir pelo menos 2 litros de água por dia, hidratar regiões suscetíveis ao ressecamento de modo constante, além de usar calçados confortáveis. Fazer esfoliação uma vez por semana também é recomendado pois além de eliminar células mortas, aumenta a penetração dos agentes hidratantes. Evite ao máximo as lixas e recorra sempre a hidratação: a pele hidratada fica mais resistente às agressões e regenera mais rápido caso ocorra

12 de agosto de 2017

Ter pés sempre hidratados pode parecer uma missão difícil, mas alguns cuidados simples do dia a dia vão te livrar daquele tabu de deixá-los escondidos. Aprenda a como manter seus pés bonitos e macios e desfilar por aí sem medos. Afinal, todo pé bem cuidado é bonito.

Cuidados para deixar os seus pés lindos e macios

Aquela sandália maravilhosa está guardada só por que você não está em dia com os seus pés? Você não precisa mais usar essa desculpa. Veja como alguns comportamentos básicos podem ser inseridos no dia a dia para deixar os seus pés lindos!

Pés limpos

O primeiro passo para deixar os seus pés sempre lindos é a higiene. Não há nada pior do que um pé mal cuidado. Os pés limpos passam a impressão de que as demais partes do seu corpo também estão bem cuidadas.

Unhas bem cuidadas

Ok, suas unhas não precisam estar sempre com a cor do esmalte do momento. Mas pelo menos bem tratadas, sim! Corte-as em formato mais reto possível e lixe os cantinhos com cautela para evitar que encravem.

Protetores

O calçado custou caro, é lindo, mas machuca o seu pé? Essa tortura pode ser amenizada com 

Postado em Podologia por Sandra Paz | Tags: , , , , , , , ,
11 de agosto de 2017

Deixe a pele do pé respirar e o sangue fluir andando descalça em casa.

Isto ajuda?

Andar descalça tem suas vantagens. Ajuda a melhorar a circulação sanguínea, estimula a sensibilidade dos pés e induz um estado de relaxamento. Aproveite o clima agradável e ande descalça em sua casa, no parque ou na praia. A seguir algumas dicas de cuidados com os pés. – Nas primeiras vezes que você andar descalça, prefira uma praia de areia fina ao invés de uma com pedrinhas ou um gramado macio ao invés de uma trilha na floresta. – Evite pisar em objetos sujos ou cortantes. – Sempre carregue seus sapatos com você e se o chão não estiver limpo, calce-os imediatamente. – Não exagere. A princípio os tendões e articulações de seus pés podem apresentar dores e inflamação devido ao stress. – Quando chegar em casa, lave bem seus pés, seque-os e aplique cuidadosamente um hidratante para mantê-los macios.

21 de junho de 2017

Inverno é época de desfilar com botas, coturnos e sapatos fechados. Acontece que, por essa razão, muitas mulheres relaxam e começam a descuidar da saúde dos pés. Mesmo com os dedos escondidos, é preciso não só cuidar das unhas como também da pele do pé, uma das regiões que mais sofre nessa época do ano.

Os podólogos alertam também para outras agravações características do inverno: Pois logo após o banho quente, muitas pessoas correm para colocar as meias e proteger os pés do frio antes de secar bem a região. Os resultados são mais fungos e bactérias. Além disso, o uso de calçados muito fechados faz os pés transpirarem e o ambiente úmido é ideal para aparecimento de frieiras e micoses. Em virtude dessas possíveis consequências, não se esqueça de esfregar os pés na hora do banho (em especial os cantos das unhas) com uma escovinha macia e secá-los bem antes de colocar a meia. E mesmo no inverno, procure o podólogo ao menos uma vez a cada dois meses. Se usar esmalte, dê um descanso para as unhas “respirarem” pelo menos dois dias na semana, já que o uso contínuo de esmaltes pode deixá-las mais fracas e quebradiças. Além disso, a pele do pé sofre naturalmente, com o espessamento por exemplo. O espessamento da pele é uma reação do corpo a alguns estímulos externos, seja ao atrito constante (com o calçado ou com o chão) ou ao excesso de carga (pressão exercida