Tag: dicas

22 de julho de 2019

Beleza, cabelos, cuidados com a pele, rosto, mãos e principalmente unhas, estão entre as preocupações das mulheres e homens nos centros de estética. Estima-se que mais de 20% das pessoas com mais de 40 anos possuem as chamadas micoses de unhas (onicomicose).

Frequentemente elas surgem nos pés, mas também existem muitos casos da presença do fungo nas mãos. As micoses das unhas são infecções que se desenvolvem pela presença constante em ambientes úmidos ou quentes. Compartilhar piscinas e banheiras também favorece o surgimento das micoses das unhas. As micoses nas unhas são infecções que levam tempo entre meses ou até anos para se alcançar um resultados de cura e eliminação total do fungo. Esse tratamento inclui medicamentos para uso tópico, como esmaltes, ou ainda remédio via oral. A combinação dos medicamentos aumentam a eficácia de todo o tratamento. Mas, o início do tratamento e qual a melhor forma de cura depende do diagnóstico médico, que vem de encontro com a descoberta de qual fungo é o causador da micose. Em casos mais avançados de infecção o tratamento inclui medidas cirúrgicas, raspagem e ácidos. Dicas para prevenção de micoses nas unhas Dê atenção especial as unhas pelo menos uma vez na semana. As unhas quebradas, estragadas, sujas e sem cuidados aumentam a possibilidade de desenvolvimento de fungos causando a infecção e mico

Postado em Podologia por Sandra Paz | Tags: , , , ,
15 de julho de 2019

Chega de rachaduras, unhas encravadas ou micoses. Conheça os melhores jeitos de cuidar, na sua própria casa, dos pés durante a temporada de outono/inverno.

Assim como acontece com os joelhos e cotovelos, nossos pés também são partes sensíveis do corpo que podem acabar sofrendo alguns danos devido à chegada do outono-inverno. Entre os probleminhas, as queixas mais frequentes nos consultórios dermatológicos por aí envolvem calos, bolhas, pele da região ressecada ou com fissuras – alô, banho quente! -, as temidas unhas encravadas(culpa do uso frequente de sapatos muito fechados), além das populares frieiras e micoses, que parecem não ter data certa para surgir.

Mas, para quase tudo tem-se um jeito e nós – com a consultoria das profissionais Patricia Ormiga, dermatologista, e Katia Pacheco Barbosa, dermatofuncional, vamos ensinar maneiras infalíveis de proteger e cuidar dos seus pés naqueles dias em que o friozinho resolve aparecer com força.

Hoje e sempre: hidrate-se!

Quando o assunto é ressecamento dos pés, não há outra forma de eliminar o problema

Postado em Podologia por Sandra Paz | Tags: , , , , , , ,
1 24 de março de 2018

Inverno é a época do ano em que os pés ficam mais esquecidos

Difícil esquecer dos cuidados com o cabelo, rosto ou corpo. Bem fácil esquecer dos pés. Coitados! Eles suportam nosso peso, nos levam para todos os cantos e quase ninguém, mulheres e homens, se importa com eles. No inverno, então, enfiados em botas, sapatos fechados e cobertos por meias, ficam escondidos. Logo, abandonados. Ao contrário do que muitos imaginam, é importante ter os pés hidratados, especialmente nas baixas temperaturas, já que o banho quente resseca a pele e, com o creme deixado de lado, a aspereza é fatal. Os pés não são alvo de grande preocupação estética. “Os pés merecem atenção em todas as estações. No inverno, em especial, precisam de mais porque, como ficam protegidos do frio, sofrem mais pressão, fissuras (o terrível calcanhar rachado) e calosidade (uso de botas de bico fino). Por isso, é necessário hidratar, esfoliar e não deixá-los tanto tempo cobertos. Eles precisam relaxar e respirar.” Uma dica prática e com resultado é o velho e conhecido escalda-pés. Mas Tânia explica que o importante é, numa bacia ou num balde, colocar água em temperatura ambiente. Não esqueça de algumas bolinhas de gude e, se quiser, alguma essência, como óleo de camomila ou lavanda. Mas água pura também vale. “A água fria vai dar a sensação de relaxamento e será tão boa que você certamente inclui

11 de agosto de 2017

Deixe a pele do pé respirar e o sangue fluir andando descalça em casa.

Isto ajuda?

Andar descalça tem suas vantagens. Ajuda a melhorar a circulação sanguínea, estimula a sensibilidade dos pés e induz um estado de relaxamento. Aproveite o clima agradável e ande descalça em sua casa, no parque ou na praia. A seguir algumas dicas de cuidados com os pés. – Nas primeiras vezes que você andar descalça, prefira uma praia de areia fina ao invés de uma com pedrinhas ou um gramado macio ao invés de uma trilha na floresta. – Evite pisar em objetos sujos ou cortantes. – Sempre carregue seus sapatos com você e se o chão não estiver limpo, calce-os imediatamente. – Não exagere. A princípio os tendões e articulações de seus pés podem apresentar dores e inflamação devido ao stress. – Quando chegar em casa, lave bem seus pés, seque-os e aplique cuidadosamente um hidratante para mantê-los macios.

10 de Maio de 2017

Seque bem os pés Tão importante quanto lavar os pés, secar bem depois do banho também é fundamental. Isto pode ajudar muito na prevenção do surgimento de frieiras. Dê preferência à meias de algodão Sempre prefira meias de algodão às de nailon. Um fator importante é que o algodão permite uma maior evaporação do suor. Troque o calçado diariamente Procure trocar de calçado todos os dias, tanto em relação à altura quanto ao tipo de salto. Isto ajudará a amenizar dores e inchaços. Diabéticos e o cuidado com os pés Pessoas diabéticas devem evitar cortar as unhas sem auxilio de um profissional, isto devido a graves complicações que esta doença pode causar.

Postado em Podologia por Sandra Paz | Tags: , , ,
30 de abril de 2016

4 truques para você NUNCA mais sofrer com sapatos apertados

Você não resistiu a um par de sapatos com custo benefício incrível, trouxe eles para casa influenciada por sua primeira impressão na loja, para descobrir que eles são pequenos instrumentos de tortura em seus pés. Ainda que digam existir dezenas de truques caseiros e até produtos especiais que prometam induzir o calçado a lacear, sair por aí mancando ou com o pé latejante não é agradável. Saiba como se prevenir desse mal e como contornar a situação numa emergência.

Para garantir o calçado perfeito

1. Experimente o sapato Muitas pessoas se convencem de que seus pés param de crescer quando adolescentes, mas esse nem sempre é o caso. Se você tiver um pé maior que o outro, certifique-se sempre de comprar o tamanho maior. Além disso, a numeração dos sapatos pode variar entre as marcas, por isso o recomendado é experimentar sempre um número acima ou abaixo, e tirar qualquer dúvida sobre o melhor tamanho. 2. Prove sapatos no final do dia Os pés podem inchar durante o dia, às vezes, adicionando até um numero a mais ao tamanho do calçado. Experimentar os sapatos no final do dia, ao invés de prová-los pela manhã vai garantir que ainda sejam confortáveis quando seus pés estiverem maiores.

Se os sapatos machucam

3. P