17 de julho de 2019

Incidência de frieiras, micoses, bolhas e unhas encravadas é maior nesta época do ano

É tempo de guardar as sandálias e tirar botas e sapatos fechados do armário. O clima frio também favorece o uso de meias. Somado a isso, muitas mulheres não cuidam dos pés nesta época porque, com as unhas escondidas, os esmaltes não aparecem. Com isso, pés abafados, sem cuidados e, muitas vezes, apertados dentro dos calçados podem sofrer vários incômodos, como frieiras, micoses, calos, bolhas e unhas encravadas. Prevenir-se de tais problemas não é difícil, mas exige alguns cuidados.

 

O dermatologista José Jabur da Cunha, da Altacasa Clínica Médica e chefe do setor de Cirurgia Dermatológica da Santa Casa de São Paulo, alerta que é preciso redobrar a atenção para evitar as frieiras, um tipo de inflamação na pele causada pelo atrito e a umidade e, muitas vezes, agravada pela presença de um fungo, que surge principalmente entre os dedos dos pés. “A área afetada pode coçar muito, ficar avermelhada, úmida e com fissuras.

 

É indicado o uso de remédios antifúngicos, além de cuidados para evitar umidade no local, como secar bem os pés depois do banho, usar talcos e preferir meias de algodão”, explica o médico.

O especialista alerta que além da frieira existem as outras micoses dos pés, que podem ser transmitidas por contato direto com uma pessoa infectada ou com superfícies contaminadas, como pisos de banheiros e vestiários.

 

Estas micoses costumam coçar e levar a descamações na sola dos pés. “Aquilo que as pessoas acham que é causado por ácido úrico, na planta dos pés, geralmente é uma micose que pode ser tratada. Não tem relação com o ácido úrico”, explica o Dr. José Jabur.

Além disso, após o banho quente, muitas pessoas correm para colocar as meias e aquecer os pés antes de secar bem a região. O resultado são mais fungos, bactérias e frieiras. O uso de sapatos e tênis também faz com que os pés transpirem e o ambiente úmido é ideal para micoses. “É necessário secar bem entre os dedos dos pés com a toalha, após o banho, para evitar que as dobrinhas da pele fiquem úmidas, antes de colocar um calçado fechado.

 

Recomendo, inclusive, o uso de secadores de cabelo no local. Junto com uma boa higiene, esta é a melhor maneira de manter os pés livres de micoses e frieiras”, ressalta o médico.

As micoses aparecem em partes do corpo abafadas e expostas à umidade. “Nós temos a cultura de só olhar para os pés no verão, nos dias de sol e calor por conta das sandálias. É preciso cuidar o ano inteiro, mantendo os pés sempre que possível secos e arejados”, conclui o dermatologista da Clínica Altacasa.

Dicas para cuidar dos pés no outono/ inverno

* Evite o uso do mesmo sapato dois dias seguidos;
* Ao chegar em casa e retirar sapatos, tênis e botas, coloque os calçados para arejar e ventilar antes de guardá-los no armário;
* Meias e sapatos devem estar sempre limpos e secos;
* Seque bem os pés antes de colocar meias;
* Prefira meias de algodão a meias de nylon ou de qualquer tecido sintético;
* Use talco nos pés;
* Em casa, procure deixar os pés descalços e sem meia, para que possam “respirar”;
* Calce chinelos quando tomar banho em banheiros públicos, como de escolas, clubes e academia;
* Corte e lixe as unhas dos pés com frequência. Prefira o corte quadrado para não encravar nos cantos. Unhas grandes são mais difíceis de limpar;
* Evite sempre manipular os cantos das unhas ou embaixo da unha. Isso muitas vezes leva a unhas encravadas;
* Hidrate os pés com um creme específico para a região.

Fonte: https://bit.ly/32umy1u
15 de julho de 2019
Meia

Como aquecer os pés no inverno?

Veja as dicas abaixo que dispomos à você.

Princípios básicos para aquecer os pés no inverno:

1- Aqueça seus pés apenas o suficiente para não sentir frio.

Nunca os proteja excessivamente, senão seus pés irão transpirar- e o suor diminui a nossa sensação térmica ao ser exposto a baixas temperaturas.

Conclusão:

Você irá sentir os pés mais quentes no começo, mas logo após irá sentir muito frio.

2-Não use calçados e meias que apertem demais: isso dificulta a circulação do sangue- e baixa circulação sanguínea resulta em mais frio.

3- Escolha calçados e acessórios apropriados.

Itens para aquecer os pés no inverno:

Meia de lã:

Meias mais finas, ocupam pouco espaço no calçado e são possuem lã em sua composição.

Meia térmica:

Um pouco mais grossas do que as meias de lã, as meias térmicas possuem tecido que absorve o suor dos pés para não deixá-los úmidos.

Palmilhas de lã:

Item para deixar qualquer sapato mais quentinho (seja ele bota, tênis ou até mesmo sapatilha).

A palmilha de lã é isola o frio no interior do sapato.

Polaina:

As polainas são esses acessórios estilo meião, que servem para aumentar a proteção do frio na panturrilha, compor o visual da bota e preencher o seu interior para deixar a bota mais justinha na perna

Bota:

A bota é o calçado mais utilizado para aquecer os pés no inverno.

Além de ser um sapato fechado- o que protege os pés do vento- possuem em sua maioria composição de couro, mais adequado para chuvas.

O que usar em cada temperatura para aquecer os pés:

Você pode escolher o calçado mais indicado, ou potencializar seus calçados comuns com alguns reforços extras, aqui vão as dicas para deixar seus pés aquecidos de acordo com a intensidade do frio:

Até 15º Celsius:

Use sapatos comuns fechados.

Nesta temperatura, não é necessário o uso de artigos de frio mais quentinhos (mas se você for muito sensível ao frio, use meias de lã).

Abaixo de 10 ºCelsius:

Você pode usar sapatos comuns fechados, como sapatilhas ou tênis, com artigos apropriados para o frio com palmilhas de lã ou meias de lã comum.

A temperatura já é propícia para tirar as botas do armário e montar looks lindos.

Abaixo 5º Celsius:

Recomendamos aqui o uso de botas, palmilhas e meias de lã.

Abaixo de 0º Celsius:

Você já pode optar por uma bota com revestimento interno .

Neste caso, não será necessário usar as palmilhas.

Observe o solado da bota.

A seguir, o AVôVó preparou para você uma seleção especial com 50 fotos do Pinterest de botas de crochê / lã, para que você se sinta confortável em casa e ao mesmo tempo super quentinha para ter um sono tranquilo: sem friagem e sem passar frio.

Essa seleção serve tanta para as avós que querem comprar ou ter idéias diferenciadas sobre o que fazer com essa maravilha que é o crochê.

Veja só:

meia de lã / sapato de lã
meia de lã / sapato de lã
meia de lã / sapato de lã
meia de lã / sapato de lã
meia de lã / sapato de lã
meia de lã / sapato de lã
meia de lã / sapato de lã
meia de lã / sapato de lã
meia de lã / sapato de lã
meia de lã / sapato de lã
meia de lã / sapato de lã
meia de lã / sapato de lã
meia de lã / sapato de lã
meia de lã / sapato de lã
meia de lã / sapato de lã
meia de lã / sapato de lã
meia de lã / sapato de lã
meia de lã / sapato de lã

VôVó, esperamos que tenha gostado das idéias para se aquecer nos dias frios.

Aproveite e se cuide também.

Cuidado com friagens que a leve a resfriados ou doenças advindas com o frio.

Te cuida tá !

Fonte: encurtador.com.br/fhlDO

21 de março de 2018

Nas mudanças de estação, alguns cuidados devem ser observados, tanto com os pés quanto com os calçados.

As estações mais frias estão chegando e os pés merecem atenção e cuidados especiais. “Cuidar dos pés é sinônimo de preocupação com a saúde e bem estar físico. Depois de um bom tempo com os pés acostumados à folga proporcionada pelos calçados abertos, é no inverno que os germes aparecem, comprometendo a saúde. Por isso cuidar dos pés, em qualquer estação do ano é sempre importante”, alertam especialistas.

Além de cuidar da boa saúde dos pés, a escolha do calçado também é igualmente importante. Um bom calçado que tenha pelo menos alguma ventilação faz toda diferença na hora de evitar o aparecimento de micoses e bactérias. Por isso, para manter os pés saudáveis e sem complicações prefira meias de boa qualidade, sapatos confortáveis, com solas macias.Dica: seque e areje o calçado após o uso.

1. Dê preferência para meias de boa qualidade, que permitam que os pés respirem.

2. Nem um pouco largo, nem um pouco apertado: é preciso que o sapato esteja confortável.

3. Observe se o sapato se adapta aos dedos – que devem ficar livres dentro do sapato – e ao calcanhar. Ande um pouco com os calçados novos pela loja para sentir como se adaptam aos pés.

4. Seque e areje seus calçados após o uso, deixando-os por pelo menos duas horas em local aberto e ventilado. Não tente secá-los em fornos ou atrás da geladeira, isso estraga os calçados e resseca o material.

5. Opte por calçados confortáveis, feitos com couro natural e forrados.

6. Calçados com solas macias e absorventes podem ser mais confortáveis, principalmente se a atividade profissional obriga o usuário a ficar muitas horas em pé.

7. Hidrate os pés com um creme específico para a região.

8. Ao usar saltos, o ideal é optar por plataformas e bicos mais largos, para amenizar os problemas recorrentes do seu uso.

9. Para pessoas com lesões neuropáticas (diabetes, hanseníase) não é aconselhável o hábito de andar descalço.

10. Se perceber qualquer alteração nos pés, ou se eles apresentarem dores constantes, procure seu médico.

Fonte: https://goo.gl/UGW495
9 de agosto de 2017

Use seus pés, aproveite a paisagem, mantenha-se em forma e passe um tempo com seus amigos e família – está na hora de sairmos para uma caminhada! Você está pronta?

Andar é parte importante de um estilo de vida saudável além de ser uma das melhores maneiras de se manter em forma.

Aonde ir?

Na praia: Andar na areia é um ótimo exercício, além de fortalecer seus pés e panturrilhas. Na montanha: Faça uma caminhada vigorosa e ponha seus glúteos e pernas para trabalhar. No parque: Extremamente relaxante, especialmente se você vive na cidade.

O que vestir

As melhores meias são feitas de material respirável. Escolha meias sem costuras, ou com costuras lisas para evitar bolhas.

Os sapatos corretos

É importante escolher os sapatos apropriados para cada tipo de terreno, assim as solas absorvem os impactos e fornecem o apoio necessário para os pés e tornozelos. Além disso, os sapatos tem que ser flexíveis com saltos estáveis e confortáveis.

Não esqueça sua música

Escolha sua trilha sonora favorita para andar e encha-se de energia.

Use um pedômetro

Pode ser útil contar os passos e acompanhar seu desempenho. Hoje você consegue encontrar gratuitamente diversos aplicativos que contam os passos, a distância percorrida e a quantidade de calorias gastas!

Cuide da sua postura

Mantenha sua cabeça erguida e não se incline para frente.

Massageie seus pés

Faça movimentos circulares com o polegar e os dedos sobre a planta do seu pé, pressionando mais no calcanhar e na sola. Inicie do topo e vá abaixando, e não se esqueça das laterais.

30 de maio de 2016

Calos e calosidades são resultados de atritos constantes sobre a pele, devido a uso de calçados inadequados, deformidades ortopédicas, vícios posturais , alterações na marcha, irregularidades ósseas, congênitas ou adquiridas. O tratamento do podólogo é simplesmente o desbastamento da hiperqueratose, e orientar sobre o tipo de calçados a serem usados, e indicação de órteses protetoras. Caso for irregularidade ósseas é orientado para tratamento da causa com médicos especialistas.

Fissuras
(Rachadura nos calcanhares)

A imagem de rachaduras e pele desidratada à mostra não é nada agradável.

Quando a pele é agredida por fatores externos (atrito com calçados) ou falta de hidratação, a mesma tem uma reação de engrossamento (acumulo de queratose), que surge como defesa, formando assim, calos ou calosidades.

A utilização de produtos que mantém a hidratação da pele ajuda muito na reparação tecidual.

Os pés sustentam o corpo de maneira que podem sofrer inúmeras patologias (doenças), que devem ser tratadas por especialistas (médicos e podólogos)

O aparecimento de rachaduras ocorre por várias causas:

  • Defeitos ortopédicos
  •  Hereditariedade
  •  Alterações climáticas
  • Conseqüências de psoríase
  • Diabetes
  • Doenças vasculares
  •  Obesidade
  • Micoses
  • Agressões químicas
  • Andar descalço
  •  Uso de calçados abertos nos calcanhares (sandálias).

O tratamento do podólogo é a umectação local com emolientes, e em seguida feita a remoção da queratose (calosidades) e lixamento.

Dependendo do diagnóstico, o paciente é encaminhado a médicos especialistas, pois assim pode ser tratada a causa das fissuras calcâneas.

 Procure sempre usar calçados adequados, controlando essas rachaduras com o uso diário de cremes á base de uréia hidratante e alto poder de cicatrizes.