19 de maio de 2017

Quem de vocês não gosta de ter as unhas sempre lindas, limpinhas e livres de manchas e doenças? Todos nós! Não é mesmo?
Mas infelizmente, por questão hereditária, uso de materiais não higienizados, falta de higiene, entre tantos outros inconvenientes, muitas mulheres acabam sofrendo deste mal. A Micose de Unha.

O que é a micose?
A micose de unha é uma infecção causada por fungos que atinge as unhas das mãos e dos pés. Surge de forma silenciosa e pode afetar homens e mulheres de todas as idades, porém a prevalência aumenta com a idade, sendo mais comum em idosos e, pouco freqüente, em crianças.

São fatores predisponentes ao desenvolvimento da micose de unha: clima quente e úmido, histórico familiar, aumento da idade, traumas nas unhas, diabetes, entre outros.

A incidência é maior nos pés, devido ao ambiente ser mais úmido e quente, decorrente de uso freqüente de sapatos, crescimento mais lento das unhas dos pés do que das mãos, possibilidade de traumas causados por calçados apertados ou pisões, por exemplo.
A micose de unha não é apenas uma questão estética, mas um problema de saúde, podendo afetar a qualidade de vida das pessoas.
Algumas complicações que podem aparecer se a micose de unha não for devidamente tratada:
– Dor e desconforto ao andar e calçar os sapatos;
– Reaparecimento de micoses na pele do pé (como o pé-de-atleta, “frieiras”), após já terem sido tratadas;
– Aparecimento de infecções bacterianas;
– Contágio de outras pessoas.

O que são fungos?
De uma forma geral, podemos dizer que há espécies diferentes de fungos e também que eles são uma forma de vida bastante simples. Entre suas diferenças, há aqueles que são extremamente prejudicais para a saúde do homem, provocando inúmeras doenças. Há ainda os que parasitam vegetais e animais mortos. Os que servem para alimento e até aqueles dos quais se podem extrair medicamentos importantes para o homem, como a penicilina.
Existem mais de 230 mil espécies de fungos, mas apenas 100 causam micose. Como eles estão em toda parte, praticamente todas as pessoas ficam expostas a eles. Quando encontram condições favoráveis, como umidade e calor excessivos, os fungos podem se reproduzir e desencadear a infecção.

Como os fungos entram nas unhas?
Os fungos estão em todos os lugares, inclusive em várias partes do corpo humano. Mas isso não é suficiente para que a micose se desenvolva. A umidade é fator fundamental, pois com ela a queratina fica mais macia e facilita a entrada e desenvolvimento dos fungos.
Existem situações que propiciam o desenvolvimento de fungos. Períodos de baixa imunidade, estresse, imunodeficiências, ou ainda os tratamentos com imunossupressores ou antibióticos sistêmicos favorecem o desenvolvimento das micoses.

Como identificar
Observando qualquer alteração na coloração na espessura ou formato de suas unhas, procure um médico ou Podólogo.
Unhas manchadas – podem apresentar manchas esbranquiçadas, amarelas ou pretas.
Descolamento das unhas – com o tempo se separa da carne ficando oca.
Deformação e destruição – diante o avanço do fungo as unhas perdem sua forma natural.
Espessamento das unhas – vai ficando cada vez mais grossa.

Quanto antes iniciar o tratamento, mais rápido e saudáveis suas unhas voltarão a crescer!

31 de maio de 2016

A umidade, calor e ausência de luz é propicia para que alguns agentes que habitam na nossa pele, como os fungos dermatófitos, se multipliquem acima dos níveis de controle do nosso sistema orgânico de defesa. O alimento principal desse tipo de fungos é a queratina. As lâminas das unhas são constituídas por quase 100% de queratina, o que representa um grande atrativo para os fungos.

As lâminas atacadas ficam amareladas e inicia-se um descolamento nos cantos depois evolui para toda a unha a destruindo totalmente.

Tratamento

Para um resultado eficaz e mais rápido o tratamento de uma unha já tomada por fungos exige um trabalho multidisciplinar, médico dermatologista, podólogo e o próprio paciente.

· Dermatologista: A ação de um médico especialista desta patologia é imprescindível para a avaliação e um diagnóstico correto de uma micose na unha. Através do exame laboratorial (exame micológico direto), que é feito com a cultura de fungos na lâmina. Os exames de avaliação precisa do quadro e dos micóticos para combater os fungos instalados, são feitos somente por médicos especialistas.

· Podólogo: A função do podólogo é promover a assepsia, higiene e a remoção da lâmina micosada usando as técnicas existentes. Orientar o paciente como cuidar dos pés e calçados.

O podólogo também tem o dever de acompanhar o tratamento dos seus pacientes que, vindos do médico, nem sempre seguem adequadamente as recomendações terapêuticas.

A remoção da parte lesada por fungos sempre deve ser feita com um profissional, respeitando os limites de sensibilidade do paciente a dor. Este procedimento de remoção torna mais eficiente o processo de defesa, tanto pelo sistema imunológico, quanto pelo estimulo dos medicamentos receitados.

Quanto à estética o podólogo completa a parte da unha removida com acrílico (próteses de resina acrílica), a mesma também ajuda no isolamento da unidade.

Obs.:
Este acrílico não poderá ser usado caso tiver lesões ou reações alérgicas.
O paciente: A dedicação do paciente é fundamental, pois o tempo de recuperação de uma unha com micose pode variar de 07 meses a 01 ano. Durante este período a maioria dos tratamentos são abandonados por acharem que não está dando resultados.A persistência e a seqüência do tratamento é do próprio paciente.
O podólogo somente trabalha no acompanhamento do tratamento de micoses