29 de março de 2020

Beleza, cabelos, cuidados com a pele, rosto, mãos e principalmente unhas, estão entre as preocupações das mulheres e homens nos centros de estética. Estima-se que mais de 20% das pessoas com mais de 40 anos possuem as chamadas micoses de unhas (onicomicose).

Frequentemente elas surgem nos pés, mas também existem muitos casos da presença do fungo nas mãos. As micoses das unhas são infecções que se desenvolvem pela presença constante em ambientes úmidos ou quentes. Compartilhar piscinas e banheiras também favorece o surgimento das micoses das unhas. As micoses nas unhas são infecções que levam tempo entre meses ou até anos para se alcançar um resultados de cura e eliminação total do fungo. Esse tratamento inclui medicamentos para uso tópico, como esmaltes, ou ainda remédio via oral. A combinação dos medicamentos aumentam a eficácia de todo o tratamento.

Mas, o início do tratamento e qual a melhor forma de cura depende do diagnóstico médico, que vem de encontro com a descoberta de qual fungo é o causador da micose.

Em casos mais avançados de infecção o tratamento inclui medidas cirúrgicas, raspagem e ácidos.

Dicas para prevenção de micoses nas unhas

Dê atenção especial as unhas pelo menos uma vez na semana. As unhas quebradas, estragadas, sujas e sem cuidados aumentam a possibilidade de desenvolvimento de fungos causando a infecção e micose. Seque bem entre os dedos dos pés, as micoses se desenvolvem em lugares úmidos, e manter os pés e entre os dedos sempre bem seco evita a infestação dos fungos.

Evite andar descalços em lugares públicos, esteja sempre calçada com no mínimo chinelos.
Elimine os sapatos apertados do seu armário, a pressão exercida nos dedos causada pelos saltos altos ou sapatos de bico fino também machucam as unhas e não as deixam confortáveis, favorecendo o desenvolvimento dos fungos.

Essas são só algumas dicas para que você tenha seus pés e mãos livres de fungos e micoses, o importante é sempre estar atento ao surgimento de manchas e coceiras.

4 de fevereiro de 2018

Boa tarde!

Vocês sabem o que fazer quando a unha de vocês cairem, por qualquer motivo (batidas fortes, micose, etc)?

 

12858872573782213

 

Bom, a primeira coisa a se fazer é procurar um dermatologista, que irá indicar o produto certo à ser usado, uma vez que a unha caída deixa o dedo exposto, ou seja, está suscetível à infecções e outros problemas. Em seguida, vale a pena consultar também um podólogo e seguir suas dicas.

O que é possível fazer em casa, sem indicação médica, é evitar sapatos fechados e fazer curativos regularmente, além de proteger o dedo com o antibiótico passado pela médica (que provavelmente será em pomada/creme).

 

19 de maio de 2017

Quem de vocês não gosta de ter as unhas sempre lindas, limpinhas e livres de manchas e doenças? Todos nós! Não é mesmo?
Mas infelizmente, por questão hereditária, uso de materiais não higienizados, falta de higiene, entre tantos outros inconvenientes, muitas mulheres acabam sofrendo deste mal. A Micose de Unha.

O que é a micose?
A micose de unha é uma infecção causada por fungos que atinge as unhas das mãos e dos pés. Surge de forma silenciosa e pode afetar homens e mulheres de todas as idades, porém a prevalência aumenta com a idade, sendo mais comum em idosos e, pouco freqüente, em crianças.

São fatores predisponentes ao desenvolvimento da micose de unha: clima quente e úmido, histórico familiar, aumento da idade, traumas nas unhas, diabetes, entre outros.

A incidência é maior nos pés, devido ao ambiente ser mais úmido e quente, decorrente de uso freqüente de sapatos, crescimento mais lento das unhas dos pés do que das mãos, possibilidade de traumas causados por calçados apertados ou pisões, por exemplo.
A micose de unha não é apenas uma questão estética, mas um problema de saúde, podendo afetar a qualidade de vida das pessoas.
Algumas complicações que podem aparecer se a micose de unha não for devidamente tratada:
– Dor e desconforto ao andar e calçar os sapatos;
– Reaparecimento de micoses na pele do pé (como o pé-de-atleta, “frieiras”), após já terem sido tratadas;
– Aparecimento de infecções bacterianas;
– Contágio de outras pessoas.

O que são fungos?
De uma forma geral, podemos dizer que há espécies diferentes de fungos e também que eles são uma forma de vida bastante simples. Entre suas diferenças, há aqueles que são extremamente prejudicais para a saúde do homem, provocando inúmeras doenças. Há ainda os que parasitam vegetais e animais mortos. Os que servem para alimento e até aqueles dos quais se podem extrair medicamentos importantes para o homem, como a penicilina.
Existem mais de 230 mil espécies de fungos, mas apenas 100 causam micose. Como eles estão em toda parte, praticamente todas as pessoas ficam expostas a eles. Quando encontram condições favoráveis, como umidade e calor excessivos, os fungos podem se reproduzir e desencadear a infecção.

Como os fungos entram nas unhas?
Os fungos estão em todos os lugares, inclusive em várias partes do corpo humano. Mas isso não é suficiente para que a micose se desenvolva. A umidade é fator fundamental, pois com ela a queratina fica mais macia e facilita a entrada e desenvolvimento dos fungos.
Existem situações que propiciam o desenvolvimento de fungos. Períodos de baixa imunidade, estresse, imunodeficiências, ou ainda os tratamentos com imunossupressores ou antibióticos sistêmicos favorecem o desenvolvimento das micoses.

Como identificar
Observando qualquer alteração na coloração na espessura ou formato de suas unhas, procure um médico ou Podólogo.
Unhas manchadas – podem apresentar manchas esbranquiçadas, amarelas ou pretas.
Descolamento das unhas – com o tempo se separa da carne ficando oca.
Deformação e destruição – diante o avanço do fungo as unhas perdem sua forma natural.
Espessamento das unhas – vai ficando cada vez mais grossa.

Quanto antes iniciar o tratamento, mais rápido e saudáveis suas unhas voltarão a crescer!

4 de janeiro de 2016

As Unhas

As unhas são estruturas compostas por queratina, principal proteína da unha e da pele, presentes na ponta dos dedos dos humanos e da maioria dos primatas e outros mamíferos. São compostas por lâmina ungueal, matriz ungueal e leito ungueal.

A matriz é responsável pela produção da lâmina ungueal (a parte dura da unha). O leito ungueal é a parte da pele que está abaixo da lâmina, que contém vasos sanguíneos e nervos.

As unhas têm várias funções. A principal é a de proteger o tecido da ponta dos dedos, tanto das mãos como dos pés, aumentar a precisão de movimentos delicados, além de poderem refletir doenças e condições graves cutâneas, ou mesmo doenças internas, através de suas alterações.

Unhas amareladas, grossas e quebradiças podem ser um sinal de micose de unha.

O que é micose de unha

A micose de unha é uma infecção causada por fungos que atinge as unhas das mãos e dos pés. Surge de forma silenciosa e pode afetar homens e mulheres de todas as idades, porém a prevalência aumenta com a idade, sendo mais comum em idosos e, pouco frequente, em crianças.

São fatores predisponentes ao desenvolvimento da micose de unha: clima quente e úmido, histórico familiar, aumento da idade, traumas nas unhas, diabetes, entre outros.

A incidência é maior nos pés, devido ao ambiente ser mais úmido e quente, decorrente de uso freqüente de sapatos, crescimento mais lento das unhas dos pés do que das mãos, possibilidade de traumas causados por calçados apertados ou pisões, por exemplo.

A micose de unha não é apenas uma questão estética, mas um problema de saúde, podendo afetar a qualidade de vida das pessoas.

Algumas complicações que podem aparecer se a micose de unha não for devidamente tratada:

– Dor e desconforto ao andar e calçar os sapatos;

– Reaparecimento de micoses na pele do pé (como o pé-de-atleta, “frieiras”), após já terem sido tratadas;

– Aparecimento de infecções bacterianas;

– Contágio de outras pessoas.

O que são fungos?

De uma forma geral, podemos dizer que há espécies diferentes de fungos e também que eles são uma forma de vida bastante simples. Entre suas diferenças, há aqueles que são extremamente prejudicais para a saúde do homem, provocando inúmeras doenças. Há ainda os que parasitam vegetais e animais mortos. Os que servem para alimento e até aqueles dos quais se podem extrair medicamentos importantes para o homem, como a penicilina.

Existem mais de 230 mil espécies de fungos, mas apenas 100 causam micose. Como eles estão em toda parte, praticamente todas as pessoas ficam expostas a eles. Quando encontram condições favoráveis, como umidade e calor excessivos, os fungos podem se reproduzir e desencadear a infecção.

Como os fungos entram nas unhas?

Os fungos estão em todos os lugares, inclusive em várias partes do corpo humano. Mas isso não é suficiente para que a micose se desenvolva. A umidade é fator fundamental, pois com ela a queratina fica mais macia e facilita a entrada e desenvolvimento dos fungos.

Existem situações que propiciam o desenvolvimento de fungos. Períodos de baixa imunidade, estresse, imunodeficiências, ou ainda os tratamentos com imunossupressores ou antibióticos sistêmicos favorecem o desenvolvimento das micoses.

Como identificar

Observando qualquer alteração na coloração (amarelada, esbranquiçada), na espessura ou formato de suas unhas, procure um médico ou farmacêutico. Quanto antes iniciar o tratamento, mais rápido suas unhas voltarão a crescer bonitas e saudáveis.

Qual é o médico especialista no assunto?

Para diagnosticar corretamente a doença e o tratamento adequado, o ideal é procurar um dermatologista, ele é o profissional mais indicado.

Farmacêuticos e podólogos também são fontes de informação. Estes profissionais podem ajudar a diagnosticar a doença, mas sempre, o mais indicado é procurar um médico.

Outras doenças também podem causar alteração nas unhas, por isso, a importância do diagnóstico correto, para que o tratamento mais adequado seja instituído.

Formas de contágio

Quem pode pegar Micose de Unha?

Todas as pessoas podem pegar micose de unha, contudo há pessoas com maior tendência para sofrer da infecção:

• Quem usa piscinas e/ou balneários públicos;

• Os praticantes de esportes e as pessoas mais idosas;

• Os que têm pé-de-atleta (frieira – micose superficial da pele do pé);

• Mulheres, devido ao uso de sapatos apertados, bico fino, salto alto;

• Profissionais de limpeza e jardinagem; pois estão em contato constante com água e terra;

• Quem tem problemas como a diabetes, doenças cardiovasculares e imunodeficiências, etc.

A micose de unha normalmente surge por exposição direta aos microorganismos. Usualmente as unhas entram em contato direto com o fungo ou são invadidas por contágio pela infecção (pé-de-atleta).